São tipos de saudades diferentes !

13:09



Só quem Ama um animal pode compreender do que falo. Não apenas gostar, mas sim Amar. Com Coração e Alma,  como parte da família.

Vim para Paris em Abril, e tive de deixar os meus animais em Portugal. Não, não os dei a ninguém, muito menos os abandonei. 
Estão na minha casa, com a minha mãe. 
E vocês perguntam: Porque não os levas? 
Porque estou num quarto alugado e porque a minha passagem aqui é temporária. Vim apenas uma temporada para juntar dinheiro e voltar. Vir para ficar nunca foi de todo o meu objectivo. 
Em segundo lugar, o meu gato mais velho sofre de insuficiência renal e não pode estar sujeito a situações de stress, como viagens. 
Acho que seria bastante injusto estar a arriscar a vida dele (porque é mesmo assim), para vir uns tempos e depois ter de voltar a sujeitá-lo de novo a uma longa viagem. 

Outra coisa que me disseram foi: Arranjas outro aí. 
Não quero outro! E quando me for embora? 
Eu já tenho três gatos, mais gatos de rua, não posso estar a levar mais. E voltando à questão inicial, eu estou num quarto. 

Só quem passa por isto pode entender as saudades de um animal. Um animal que esteve connosco todos os dias, e que agora não está. 
Chegar a casa e estar tudo vazio, não ser recebida por rabos a abanar e miados de fome falsa. Não ter coisas estragadas e não ter patinhas a correr pela casa. 

É claro que tenho saudades da família. Mas eu posso ligar e falar com eles todos os dias. Saber como estão , saber novidades. Mas não posso ligar aos meus gatos e perguntar como foi o dia.
Recebo fotos deles, e videos. Mas não é a mesma coisa. 
São tipos de saudades diferentes!
Para o próximo mês vou a Portugal e só eu sei a ansiedade em que estou. 
Voltar a ver os meus bichanos, voltar a chateá-los com 500 fotos. 
Tê-los a dormir todos em cima de mim. 
Que os dias passem rápido. 
É tudo o que peço. 





You Might Also Like

4 comentários

  1. Como te percebo!!!
    Custa tanto.
    Felizmente, nunca passei tanto tempo sem os meus, mas ainda assim costumou-me muito. Imagino a aflição e saudades que tens... eles são companheiros para a vida toda

    ResponderEliminar
  2. Acredito nas saudades que deves ter.
    Eu ainda só senti a dor da perda e sinto, mas essas também devem de doer.

    Beijinhos,
    www.wordsofsophie.com

    ResponderEliminar
  3. Eu também amo os meus gatos, por isso percebo-te perfeitamente. Aliás, um dos meus gatos é a coisa de que mais gosto no mundo, e só iria para longe dele se não tivesse outra escolha. Mas apoio a tua escolha de os teres deixado em casa, porque eu faria o mesmo nessa situação. Os gatos são animais territoriais e estão melhores na casa onde sempre viveram do que em viagem, especialmente se forem mais velhotes. Se tivesse que ir para outro país deixaria os meus gatos em casa, que é a casa dos meus pais, não por não os querer ou não poder levar comigo (acho que quando queremos conseguimos), mas porque acreditar que seria o melhor para eles. Como eles não falam, temos de ser nós a perceber de que forma são mais felizes :)


    Kill Your Barbies

    ResponderEliminar
  4. quando vim para londres há quase dois anos tambem achava que era temporario, que vinha so juntar dinheiro, mas acabei a criar aqui uma vida, a alugar uma casa, a mobila la toda, o namorado deixou tudo e veio, a nossa mia infelizmente nao pode viver no uk porque a tap nao deixou, mas a belle é agora a minha companhia

    comecei a seguir :)

    boa sorte

    beijinho

    sramliberdadenegra.com

    ResponderEliminar

Obrigada por teres passado aqui :)*